Exclusivo: vimos a 1ª fábrica de painel LCD do País

Por | 30 de March de 2011 | Um comentario | 3D, Televisores | Tags: , , , , ,

Por Ricardo Marques

Hoje cedo fui a visitar a fábrica da LG, melhor dizendo, o complexo industrial da empresa sul-coreana, que tem três fábricas trabalhando em ritmo intenso, e está  em plena expansão já que em breve será ampliado, ganhando duas novas fábricas: uma só para ar condicionado e outra para atender o mercado de áudio e vídeo.

Lá conheci de perto a única fábrica de módulos LCD da LG que existe fora da Coreia do Sul. Segundo Fabiana Atanasio, relações publicas da empresa, é também a única desse tipo em toda a América Latina. Só mais um detalhe: ela cheira a tinta, literalmente, afinal tem apenas 15 dias de operação.

Por tudo isso, você pode imaginar o quanto é exclusivo (fui o primeiro jornalista do País a entrar nestas linhas de produção) e difícil passear por esses corredores. Câmera digital, celular com câmera, gravadores e qualquer outro tipo de produto que possa captar imagem são terminantemente proibidos. Algo como criptonita para o Super-Homem. Problema na certa!

O gerente de TV, Felipe Motta, me informou que são produzidos os módulos (os displays LCD, simplificando) de 42 (LED-LCD e LCD) e 32 (LCD) polegadas. Em quinze dias, LEDs de 47 serão produzidos lá também (por enquanto, só protótipos). “Se conseguimos suprir a nossa própria demanda estamos muito felizes”, explicou. Ou seja, está longe dos planos da empresa fornecer esses módulos para outros fabricantes estabelecidos no Polo.

Isso é importante? Muito, afinal a grande parte desses módulos vem da Coreia, de navio (mais barato) ou de avião (bem mais caro). Tempo de transporte: 45 dias navegando. Imagine a dificuldade de logística para manter em pleno funcionamento todas as linhas de produção da empresa.  Ou o risco de acidentes com equipamentos tão sensíveis!

Sapatos especiais, roupas, toucas e tudo mais o que você possa imaginar para entrar numa sala de temperatura controlada, livre de sujeira onde todos parecem mais astronautas do que operários de uma fábrica.

Já em outra fábrica, conheci uma espécie de bunker apresentado com todo orgulho por Delmo Santos, gerente de qualidade da LG. “Só temos essa sala acústica na Coreia, na Polônia e no Brasil”, foi logo avisando.

E verdade seja dita, não vi nada parecido em nenhuma das outras cinco empresas que visitei por aqui. O que é feito lá? Teste para medição de ruídos de todos os componentes que compõe um televisor (linha 2010 e 2011). Dos parafusos aos circuitos das placas, até chegar nas caixas acústicas. Qualquer ruído em excesso é captado eletronicamente e, imediatamente, os engenheiros são chamados para apresentar uma solução. Afinal, linha de produção parada é o maior pesadelo para qualquer empresa.

Na edição de aniversário da Revista, motivo de minha viagem para Manaus, darei mais detalhes de todos esses processo. Por enquanto, só posso aprender mais a cada dia e, na medida do possível, passar tudo para vocês. Ah, agora estou indo pra Samsung. Mais novidades virão com certeza!

 

Um comentario

  1. antonio (2 anos atrás)

    quero saber quanto custa um painel lcd 51 polegada de plasma

Comentários

Get Adobe Flash player