2D ou 3D? No TV Sharp, os óculos decidem!

Por | 2 de June de 2010 | 7 comentarios | Televisores | Tags:

Por Eduardo Bonjoch

No próximo mês, assim como planejado, a Sharp vai lançar seus TVs 3D no Japão. Baseados na tecnologia Quattron quad-pixel (com pixels de quatro elementos – vermelho, verde, azul e amarelo), a nova série LV da linha Aquos terá telas de 40”, 46”, 52” e 60”.

Os TVs utilizam painéis UV²A, que aumentam o contraste e diminuem o consumo de energia, e apresentam a tecnologia Fred (para aumentar o brilho e reduzir interferências na imagem). Mas o ponto mais interessante são os óculos AN 3DG10, que acompanharão as telas. São esses acessórios que vão permitir aos telespectadores decidirem se preferem ver o conteúdo em 2D ou 3D. Nos televisores de outras marcas, essa tarefa cabe ao próprio TV.

Complementando a linha 3D, a Sharp vai lançar em breve dois gravadores de Blu-ray. Os modelos BD-HDW700 e BD-HDW70 poderão gravar dois programas de TV simultaneamente em seus HDs enquanto não estiverem enviando conteúdo de Blu-ray 3D para as telas.

No Japão, os preços dos TVs devem variar de US$ 3.067 (modelo de 40”) até US$ 6.581 (60”). Versões para os mercados americano e europeu são esperadas ainda para este ano.

7 Comentários

  1. Rubens Pires de Mira (4 anos atrás)

    Olá,Eduardo,qual seria a vantagem do pixel de 4 elementos,visto que as tvs atuais ,com pixels de 3 elementos ,já apresentam colorimetria tão perfeita que não consigo sequer imaginar nada melhor?Abraço:Rubens

  2. Raimundo (4 anos atrás)

    Eduardo, gostaria q explicasse tambem o ponto levantado pelo Rubens. Ja li algo sobre uma superior quantidade de cores que de alguma forma deixaria mais natural a imagem, mas ai entra a questao da percepcao de natural para quem ve e a propria limitacao do olho humano em distinguir as cores. Se puder explicar mais detalhadamente agradeço.

  3. Roberto Machado (4 anos atrás)

    Outra coisa colocada como interessante é a decisão de 3D ou 2D estar a cargo dos óculos e não da TV. Qual é a relevância disso?

    O fato de eu poder assistir 2D com os óculos? Acho que estou "emburrecendo" com o tempo pois não vejo nada de interessante nisso!

  4. Alexandro (4 anos atrás)

    Pelo que entendi, a tv sempre transmite em 2d pra quem está sem oculos, e pra quem usa o oculos, fica em 3d, é isso? Se for, é um recurso ótimo pra tornar a tv assistivel por todos até conseguir adquirir os demais oculos.

  5. Eduardo Bonjoch (4 anos atrás)

    Caros Rubens e Raimundo, só posso falar sobre essa tecnologia de forma teórica, já que não vi os TVs em funcionamento. A grosso modo, a introdução do amarelo às cores tradicionais de formação dos pixels (vermelho, verde e azul) teria como objetivo principal aumentar a quantidade de cores na tela. Com isso, segundo o fabricante, seria possível notar detalhes pouco evidentes em TVs LCD. A Sharp enfatiza, por exemplo, as diferenças marcantes no brilho das medalhas de ouro ou no mar azul do Caribe, que, segundo eles, fica muito mais real e sem distorções nos painéis com a nova tecnologia. Agora, precisamos ver na prática se isso é só promessa de fabricante ou de fato faz alguma diferença.

  6. Eduardo Bonjoch (4 anos atrás)

    Alô Roberto e Alexandro, o fato do recurso ser ativado pelos óculos traz como principal benefício a comodidade. Sim, sempre ela. Nos outros TVs 3D, a escolha em ver imagens em 2D ou 3D depende do acionamento de uma tecla do controle remoto. Nos TVs da Sharp, o recurso é acionado pelo próprio óculos, o que dispensa o uso do controle. Pode não fazer muuuuita diferença, mas hoje em dia (onde os aparelhos estão cada vez mais parecidos) qualquer inovação pode ter o poder de decidir a compra.

  7. Junior (4 anos atrás)

    A questão é, alguém que estiver sem o oculos verá a imagem normalmente de uma tv 2d? Já que vc disse que o oculos ativa a função automaticamente. E quem não tiver o oculos?

Comentários

Get Adobe Flash player